Meu Perfil
BRASIL, Nordeste, RECIFE, Homem, de 36 a 45 anos, Esportes, Esportes de aventura



Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 Maratonista Pernambucano - Meu BLOG
 Corredores do Recife
 Yara Achoa - SP
 Márcio Santana - PE
 Rodolfo Lucena - SP (MM #370)
 Jorge Maratonista - RJ
 Harry Thomas -SP
 Walter Barbosa - SP
 Bruno Thomaz - RS
 Clênio Cordeiro - PE
 Paulo Massa - RJ
 Mayumi Edna - SP
 Stephanie Perrone - RS
 Gentil Jorge - SP (MM #1212)
 Ricardo Hoffmann - RJ
 Miguel Delgado - MG
 Guilherme Mayo - SP
 João Gabbardo - RS (MM #1131)
 Carlos Hideaki - SP (MM #1024)
 Alberto Peixoto - SP
 Edilson Bilu - PE
 Ésio Cusino -PE (MM#1635)
 Gustavo e Karla -PB
 Fabiana -SP




UOL

 
Diário de um futuro ultramaratonista


Encontro de blogueiros corredores

Frase do dia:

"Não há maior prazer que o de encontrar um velho amigo, exceto o de fazer um novo."
(Rudyard Kipling)

Está se tornando uma tradição o encontro de blogueiros corredores no dia que antecede a grandes corridas pelo Brasil.

Depois do sucesso em Porto Alegre, agora é a vez dos blogueiros Mayumi( http://runningkitigai.blogspot.com/ )e o Hideaki ( http://hideakirunner.zip.net/ ), serem os anfitriões da vez. Não percam!!!

Eu que sou um feliz viciado em corridas, viajo amanhã pra Sampa, desta vez pra completar mais um desafio, minha 6ª Maratona, e já estou confirmado no encontro junto com os Acorjianos Pernambucanos Paulo Picanha, Ésio e Luciano Oliveira. Até lá!!!



Escrito por julio cordeiro às 19h39
[] [envie esta mensagem] []



COMRADES - Paulo Picanha

Frase do dia:

"Os homens só consideram útil o que oferece dificuldade. A facilidade enche-os de suspeitas." [ Michel de Montaigne ]

Essas fotos mostram que concluir uma maratona não é nada fácil. Cansaço, careta, feiura. A foto fica muito feia, mas a quebra do recorde pessoal em maratonas, é muito mais gratificante.

       

Mas esforço mesmo, fez meu amigo e companheiro de corridas Paulo Picanha.

Representante da ACORJA na Comrades, na África do Sul, Paulinho fez bonito. Próximo ano estarei lá!!!

Agora o relato do nosso "monstro" Paulo Picanha:

COMRADES

 

Comrades, do inglês, significa “camarada”. A corrida, também chamada “The big race”(a grande corrida) iniciou-se pelo desejo de comemorar o fim da 1ª Guerra Mundial por 03 ex-combatentes sul-africanos. Daí o nome COMRADES, camaradas.

 

Onde eu entro nessa magnífica história, em 2009, 88 anos depois e após 83 COMRADES. Enfrentar uma corrida de 89 quilômetros não foi uma decisão fácil. Quando ouvi falar pela primeira vez da BIG RACE, acho que em 2004, eu ainda estava engatinhando nas minhas primeiras maratonas. Se já era negócio de doido correr uma maratona, imagina uma corrida de 89 KM. - Vai te lascar, home, isso não é pra tu não. – Pois é, aqui estou eu. Sobrevivi. E ,mais, me sinto mais vivo do que nunca. Todo dolorido, lascado mesmo, mas com aquela sensação que só os maratonistas sabem o que é. TÔ REALIZADO. É BOM DEMAIS TERMINAR A 1ª COMRADES.

 

Então vamos começar do começo da minha aventura, talvez a maior de todas até agora. Após duas noites dormindo, ou não dormindo, em poltronas da classe econômica de aeronaves TAM e South African, chegamos a Durban, eu, Carlinhos de Santa Cruz do Capibaribe e Alberto Peixoto de Campinas/SP. Primeira providência, ir ao hotel deixar as malas e tomar um banho(após 2 dias sem poder tomar um). Limpos, nos dirigimos à feira da Comrades, que, por um golpe de muita sorte, fica a menos de 1 Km do hotel, hotel este reservado pela internet considerando apenas o preço de sua diária.

 

Que feira arretada. Enorme. Muitos stands de diversas marcas de materiais esportivos, energéticos, isotônicos. Havia um stand vendendo vinho e um outro vendendo “gatorade espumante”. Uma grande loja montada pela Reebok, marca esportiva oficial da COMRADES 2009, com diversos tipos de camisetas, bonés, casacos, agasalhos, shorts, meias, todos ostentando a marca da COMRADES. Que vontade de comprar. Me segurei bastante, mas ainda assim comprei mais do que poderia. 

 

O Kit, muito legal o kit. Diversos brindes e propagandas e o principal, o número de peito e a camiseta oficial da Maratona, por sinal, ótima a camiseta.

 

Interessante, muito interessante, conversar com alguns “green numbers”, corredores que já completaram mais de 10 provas. Dá pra sentir o orgulho que eles sentem em dizer quantas Comrades completaram. Fazem questão de mostrar seus certificados. Fiquei pensando, se tiver saúde e dinheiro, quem sabe, possa chegar lá. Que Deus me proteja.

Quanto a corrida em si, muito difícil, bota difícil nisso, dificílima. Praticamente não há partes planas. Ora você tá subindo, ora você tá descendo. Não tem boquinha não. A rainha das ladeiras, a Pamela, até ela chiaria. Duvido que Almir dissesse que era uma “dilícia”. Me enganaram. Me disseram que o percurso era descendo. Descendo uma ova. Acho que era 50% descendo, 5% plano e 45% subindo. E que subidas. As ladeirinhas que treinamos em Recife com a lenda, Lulinha, são café pequeno.

 

No meu caso havia ainda uma dificuldade adicional(não to falando da minha barriga não, pô Júlião), minha contusão do joelho. Vixe Maria. Que dor da setenta. Sofri, sofri demais. Não podia ver um carro com as inscrições “runner´s rescue”(resgate de corredores) que pensava em parar. Como doía demais pra descer as ladeiras mais íngremes, tinha que subir correndo todas as ladeiras que me apareciam, o que fez com que meu tempo subisse demasiadamente. O pensamento era constante, será que vou chegar antes das doze horas, e tome fazer conta. A partir do Km 30 desistir foi a idéia que não saía de minha cabeça.

 

A despeito de minhas dificuldades pessoais a corrida foi ARRETADA. Que percurso. Que visual. Que público. Muita, muita gente ao longo do percurso apoiando, oferecendo bananas, jujubas, biscoitos, batatas salgadas e fritas, sal(isso, apenas sal), chocolates, laranjas e outra infinidade de coisas que nem vi. Emocionante tocar nas mãozinhas das crianças que estendem os seus bracinhos. As famílias saem às ruas, levando sons potentes e fazendo verdadeiros pik-niks, com direito a churrasco, sanduíches, parecia a farofada da ACORJA. Magnífico.

 

E, depois de um esforço da gota serena, um estresse da moléstia, pela preocupação constante se o tempo ia ser suficiente pra acabar em menos de 12 horas, consegui cruzar a linha de chegada a apenas 9 minutos do fim da corrida. UFA!. E como prêmio, uma medalhinha bem fuleirinha. Parecia uma moedinha de 10 centavos. Pô meu, depois de uma desgraceira dessa vocês vem com um negócio desses.

Bom, pelo menos ganhei a minha. A cena mais marcante pra mim, de toda a corrida, foi no final. No último minuto o Diretor da prova posiciona-se na linha de chegada, revólver erguido na mão direita, o povo que lota o estádio gritando, o locutor começa a contagem regressiva, 5, 4, 3, 2, 1....BUMMMMMMMMMMM. Marcante. Um pobre coitado que chegou com 12 horas e 01 segundo(ou fração disso) se atira ao chão desesperado. Chorei. De novo. Impressionante. Os seguranças não deixam ninguém cruzar a linha de chegada. E foi muita gente que não conseguiu.

 

Pra terminar, depois dessa confusão toda, será que valeu a pena? Durante a corrida eu só pensava em desistir e que nunca mais voltaria pra ali. Tá doido. As pessoas perguntavam “are you enjoy it”(está curtindo) e eu respondia “I’m hating”(tô odiando). Quando terminei e quando liguei pra Helena eu dizia – nunca mais eu faço um negócio desse, isso é negócio pra corno -. Mas, no dia seguinte, todo lascado, você já tá pensando, quem sabe..... Bem então VALEU DEMAIS!!!!!!!! FOI RUIM DEMAIS!!!!!! Bom demais quando é ruim demais. Dá pra entender?



Escrito por julio cordeiro às 12h16
[] [envie esta mensagem] []



Maratona de Porto Alegre (3ª parte)

Frase do dia:

"A melhor parte da vida de uma pessoa está nas suas amizades."
(
Abraham Lincoln)

Passada a euforia é hora de agradecer a todos que participaram desse momento único, que foi a Maratona de Porto Alegre.

A presença da minha mãe Dulce, Chris, Léo, Henrique, Clode, Lúcia, Tude, Mano, Anabela, e Bárbara, todos estreantes como espectadores em maratonas, me deram o apoio familiar necessário pra que eu fizesse uma corrida inesquecível.

E o que falar da Família ACORJA???

Liderados pela lenda Lula, invadimos Porto Alegre contagiando a todos com nossa camisa homenageando a estado de Pernambuco.

Que orgulho poder participar de corridas pelo Brasil e pelo Mundo com o nome da ACORJA no peito e ser companheiro de:

Luciano Oliveira, o nosso campeão no masculino com um tempo de 3:24

Pâmela, a nossa rainha das ladeiras e 27ª colocação no geral feminino com 3:27. É mole???

Frade, que com seus 58 anos de vitalidade fez uma corrida espetacular com 3:31.

Tom que pesava 170 kg e quase ganha de mim... Já tô preocupado. Será um novo Almir???rsrsrs

Ver a alegria da estreante Elianna, chegar de mãos dadas com a fera Jacqueline, com um resultado formidável sub 4 horas

Ter o privilégio de ser amigo de Paulo Sobral e Ricardo, e aprender "tudo" dentro e fora das corridas.

Lula,Paulo Tosta e Aninha, Juarez, Azevedo, Enildo, Bilu e Marinês, Arnaldo, Clode, Almir, Flávio Maia, Márcio Santana, Válter, Álvaro e Eide, Ésio (incrível). Obrigado a todos pelos momentos inesquecíveis. 

Comentários de alguns amigos:

Paulo Sobral:

Julio,nossa viagem foi belíssima!!Presença marcante da família Acorja.Parabéns pelo temporal, 03h e 33m e melhor ainda chegar inteiro.Queria deixar um relato de agradecimento a hospitalidade de Bruninho Tomaz que sempre com muito boa vontade nos guiava naquela terra maravilhosa(RS).Bruno,estamos te devendo uma visita aqui no Recife.Bonito detalhe essa amizade que vc está contruindo nesse seu blog,júlio!!obrigado a todos da Acorja pela oportunidade de correr uma Maratona tão bonita e organizada como essa de Poa!!!

 [Bruno] [bruno@correndonachuva.net] [http://correndonachuva.net]
Grande Julio!! Cara, quero dois favores teus... Primeiro q me mande os e-mails da turma! E segundo que me envie as fotos que eu apareço das máquinas de vocês.

 [stéphanie perrone] [tephyperrone@gmail.com] [http://tephyperrone.blogspot.com]
foi muito legal conhecer vocês!!!! se um dia eu for a recife espero encontrá-los. mas também espero que tenham gostado de porto alegre e que voltem mais vezes para correr aqui. assim como o Bruno, também que mande as fotos em que eu apareço, das máquinas de vocês. e masnda também os emails da turma

Jacqueline Rego

Tabirense, botasse mesmo pra quebrar!!!! Senti muito orgulho de mim mesma e de todos os corredores da família ACORJA. Cada vez que cruzava com uma camiseta de PE, uma emoção. Só quem corre entende...Parabéns!!! Prepare-se que vc ainda vai se superar!! Quero registrar meu agradecimento à família tabirense que me acolheu com muito carinho e apoio, fazendo uma torcida linda que muito me ajudou! Que família bacana!!!

Elianna
Quero agradecer primeiramente a Deus, pelas oportunidades que encontro em minha vida.
E ao LULA, pelo incentivo e determinação. Os treinos que para mim, foi e é o fator importante. Quando chegamos no Km 39, já não sentia mas nada, perna, coração, ali, observei, olhei para o lado, procurei a Jack, só tinha homens, uns parando, outros passando e nós duas ali, firme e forte, corremos o tempo todo com eles, isto significava que estava-mos super bem.
JACK, muito obrigada pelo apoio, pela força que me passaste durante todo o percurso, podes ter certeza que se não fosse vc não completaria neste tempo.
 
Clênio Cordeiro

Foi de arrepiar, eu nunca tinha visto uma maratona de verdade, pois me limitava a ver, pela TV, a briga dos corredores de elite, mas a prova dos anônimos é muito mais emocionante, chega a ser comovente ver a expressão dos corredores no funil da chegada. Não pude participar da prova mas dei um "passeio" de 20 km com o amigo Flávio que seguiu em frente e conseguiu concluir a sua primeira maratona. Parabéns a todos, com destaque para o mano Júlio que vem subindo de produção a cada dia. Como é bom fazer parte da família ACORJA, mesmo sendo do pelotão da poeira !!!!!! Eu fiquei muito orgulhoso das façanhas de cada um dos meus irmãos Acorjianos.

Lula Holanda
Valeu Garotas!!! Parabéns pela perfeita dupla de campeãs. Tinha plena certeza Eliana que vc. conseguiria completar a maratona em um tempo abaixo de 04:00hs juntamente com Jacque, a questão era manter o ritmo e a disciplina e depois correr para vitória.
Parabéns a todos que participaram da maratona de POA não vou sitar nomes porque posso esquece de alguns, mas em especial parabenizar a garra e determinação do amigo Esio. Valeu campeão!!!
Miguel Delgado - Baleias - MG
Não poderia deixar de destacar e agradecer a gentileza do pessoal da Acorja que nos acolheu em seu grupo nas andanças do final de semana.
Agora Recife entrou de forma definitiva nos planos da equipe para uma visita.
Se tudo der certo esperamos encontrar com o pessoal da Acorja pelo Brasil e pelo mundo. Lula o presidente, Júlio Cordeiro, o primeiro ministro com o simpático Leonardo, Clênio (e esposa) preparando para uma Maratona, Flávio Maia, um legítimo Baleias no seio da Acorja, a quem desejamos, em conjunto com a esposa, felicidades na chegada do rebento, as simpáticas sub4, o triatleta de Lagoa Santa, o recordista em redução de peso e velocidade, um ícone para os Baleias, o Ricardo, que acha que em qualquer lugar de Porto Alegre o shopping Praia de Belas está a duas quadras. Dr. Esio, com sua estréia de deixar os Baleias de olhos vidrados. Todos já amigos, sem necessidade de estágio probatório ou período de experiência.

Temos que agradecer também ao Bruno e Stepanhie que proporcionaram esse encontro. A simpatia a coroar esse final de semana.


Escrito por julio cordeiro às 21h47
[] [envie esta mensagem] []



Maratona de Porto Alegre (2ª parte)

Frase do dia:

"Comprometa-se com suas metas e encare os obstáculos como etapas para atingir o objetivo final." [ Lair Ribeiro ]

Se me pedissem para descrever esta maratona em poucas palavras eu diria - ORGANIZAÇÃO IMPECÁVEL

Parabéns a toda equipe que fez com muito carinho e profissionalismo uma maratona sem defeitos.

O mínimo que todo maratonista precisa é água gelada ou fria em abundância e distribuida em pontos estratégicos, repositor energético, trânsito controlado, marcação dos kms, e apoio do público.

O que não houve na maratona de Florianópolis, sobrou em Porto Alegre, e se você é apaixonado por corridas e tiver que escolher...

Agora vamos ao relato da minha corrida histórica:

Histórica??? É isso mesmo, pois acho que esse vai ser meu recorde em maratonas pra toda minha vida como corredor.

A ansiedade da noite anterior já não é como das vezes anteriores, mas ainda não consigo dormir quase nada. Apenas fico deitado e pensando em qual será minha estratégia.

"Acordo" com Lula no telefone e às 5 horas já estou tomando um café da manhã reforçado e junto com minha família e a família Acorja vamos caminhando até a área da largada.

O tempo frio que eu esperava não apareceu, mas o sol que castiga principalmente os maratonistas amadores, deu uma trégua e ficou assistindo escondidinho essa bela corrida.

Agora era comigo e quando foi dada a largada, vi que estava num dia muito bom. Depois de treinos prazeirosos, mas exaustivos, mentalizei que faria meu melhor tempo em maratonas ( 03:40:42 na maratona Disney).

Parti forte e fechei os 10 km em 46 minutos e 19 segundos.

Continuei forte e quando passei na primeira metade da corrida (21 km), estava com 1 hora, 39 minutos e 40 segundos. Meu recorde em meias maratonas.

Estava me sentindo ótimo, mas o psicológico de possibilidade de "quebra" no final rondava minha mente.

O grande teste seria manter o ritmo até os 35 kms. Bom demais!!! 2 horas e 52 minutos.

Nos últimos 7 kms, corria com a certeza de que iria não só quebrar, e sim pulverizar meu recorde pessoal.

No últimos metros, ainda encontrei forças para ultrapassar alguns corredores e receber o carinho da minha família que foi de perto assistir a  minha "loucura".

03:33:50

Foi emocionante receber a Bandeira de Pernambuco da minha esposa e filhos, e presentear minha mãe, reverenciando meu saudoso Tio Donca, grande corredor e principal responsável por esta minha herança genética das corridas. Pena que eu tenha descoberto tão tarde...

Resultado pelo meu GPS

Resultado bruto pelo CORPA

Tempo: 03:34:40

Na classificação geral - 340 de um total de 985 que concluiram a prova

Classificação por faixa etária 40 - 44 anos -- 60 de um total de 167 participantes

Estou esperando as fotos dos amigos (a minha pifou) para publicar no blog.



Escrito por julio cordeiro às 21h04
[] [envie esta mensagem] []



Maratona de Porto alegre (1ª parte)

Esta minha 5ª Maratona começou pra valer já na 4ª feira. Os trotes (4ª, 5ª e 6ª) em Gramado e Canela na companhia do mano Clode e de Jacque, num friozinho de 9°, já anunciavam uma bela corrida no domingo.

No sábado, já em Porto Alegre, me encontrei com a família Acorja e fomos diretamente receber o kit da corrida e rever muitos amigos corredores de todas as partes do País, como Luis Antonio,Denise e mãe (este trio familiar tem mais de 130 maratonas), João Gabbardo e Sabine, Hideaki, Nilson, Rodolfo Lucena, Julio Cesar.

DSC01985

Saí correndo dali até o encontro de blogueiros organizado pelos blogueiros gremistas Stéphanie (http://tephyperrone.blogspot.com) e o Bruno Thomaz (http://www.correndonachuva.net/)

Lotou de blogueiros e corredores de Recife, Brasília, Fortaleza(Dalton do Ferroviário), Minas Gerais (Miguel Delgado e Wu- Baleias http://baleias-corridaderua.blogspot.com/ )

 

 

 

 

 

 

 

 

Agora na companhia de Bruno, fomos ao estádio olímpico, para comprar os ingressos do jogo Grêmio x Botafogo e posamos com o grande anfitrião Bruno e sua mãe Bia . Eu com a camisa do glorioso Náutico, hoje 2º lugar do Brasileirão...

Depois desta mini maratona, fui descansar no hotel e aguardar o grande momento.



Escrito por julio cordeiro às 19h30
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]